AcessoRMC

segunda-feira

16

dezembro 2019

0

COMMENTS

Projeto que obriga autores de delito a frequentarem curso sobre direitos femininos será lançado nesta terça 17

Categorias Branded Content

Pela primeira vez no Brasil o projeto ‘TEMPO DE DESPERTAR’: grupos reflexivos de homens autores de violência contra a mulher que atendem homens com processos ou medidas protetivas na justiça, será uma política pública institucional com autonomia financeira e equipe própria em todas as varas e promotorias de violência contra as mulheres da capital.

O lançamento do Projeto Tempo de Despertar – ressocialização dos autores de violência contra a mulher, será realizado no dia 17 de dezembro – Terça Feira, as 11h, no Auditório principal do Tribunal de Justiça na Barra Funda – Fórum.

Trata-se de projeto que foi aprovado pela Prefeitura de São Paulo que juntamente com a ONG INDES – Bem Querer Mulher, irá desenvolve-lo em toda a capital, colocando à disposição os grupos reflexivos de homens . O programa acontecerá às terças e quintas feiras durante todo o ano de 2020, em datas pré-determinadas e estarão à disposição de todas as varas e promotorias da capital para o encaminhamento dos homens autores de violência contra a mulher, de acordo com o entendimento do Juiz (a) Promotor (a) competente.

A expectativa é de atender 800 homens durante o ano, com o apoio e responsabilidade da Prefeitura, em parceria com a ONG INDES, sob a coordenação da Promotora de Justiça Gabriela Manssur e do Professor e Filósofo Sérgio Flavio Barbosa .

Neste dia, haverá o encerramento de uma das turmas do Projeto Tempo de Despertar deste ano d2 2019, no mesmo local e, em comemoração, faremos o lançamento do projeto para o ano que vem.

 

Uma parceria entre o Ministério Público de São Paulo por intermédio da Promotora de Justiça e Coordenadora Gabriela Manssur, também presidente do Instituto Justiça de Saia, com a Prefeitura do município de São Paulo e o Instituto INDES – Projeto Bem Querer Mulher –, cujo Presidente é João Santos.

 

Todo o projeto é coordenado pelo Professor, Filósofo e Sociólogo Sérgio Flávio Barbosa, que coordenará a equipe técnica e todos os encontros ao longo do ano. A equipe técnica é formada pela Advogada Najara Barreto, a Tecnóloga e técnica do projeto Samara Ribeiro, pelo Psicólogo Gilsom Maia e pela Assistente Social Joseane Bernardes.
Serão realizados 10 grupos ao longo do ano atendendo a todas as promotorias e varas de violência contra a mulher que encaminharão os homens de acordo com o entendimento de cada Juiz e Promotor do processo para o atendimento nos grupos reflexivos do programa TEMPO DE DESPERTAR.

Considerando que a violência contra a mulher tem o índice de reincidência de 65% e que os homens que frequentam os grupos reflexivos não costumam reincidir com diminuição de 65% de reincidência para 2% o programa é revolucionário para a prevenção da violência contra a mulher e o que mais se espera: a prevenção do feminicídio.

 

O projeto foi inaugurado em 2014 pela Promotora de Justiça Gabriela Manssur, com verba própria, que desde então juntamente com Sérgio Barbosa e equipe vem empreendendo esforços de forma voluntária para aplicar o projeto que pela primeira vez conseguirá andar com as próprias pernas.

 

E tudo isso só foi possível graças ao olhar sensível e competente da vereadora Adriana Ramalho que instituiu a lei TEMPO DE DESPERTAR no município de São Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *